O serviço Cartório 24 Horas já está disponível para os clientes de certidões residentes no Amazonas.

A Crítica (AM): “Cartório durante todo o dia on-line”

O Amazonas é o terceiro Estado a entrar na Rede Brasileira de Cartórios, um sistema por meio do qual a pessoa poderá receber em casa, via Sedex ou carta registrada, certidão de nascimento, casamento, atestado de óbito e as demais certidões emitidas pelos cartórios. A solicitação deve ser feita pela Internet (www.cartorio24horas.com.br) e o pagamento pelo Bradesco.
Desde novembro o serviço está funcionando em São Paulo e no Paraná, com a expectativa de atender a 3 milhões de solicitações no primeiro ano de atividade, segundo o presidente da Associação dos Notários e Registradores do Brasil (Anoreg-Brasil), Rogério Portugal Bacellar. Ele espera que os demais Estados estejam integrados á rede até o final de 2004.
Em todo o Brasil existem 21 mil cartórios que empregam aproximadamente 400 mil pessoas diretamente. No Amazonas são 67 cartórios, 19 dos quais na capital. O presidente da Anoreg-AM, José Marcelo de Castro Lima Filho, diz que não há como saber o número de funcionários porque no interior uma parte do pessoal é cedida pelas prefeituras.
A parceria com os Correios permite que todos os cartórios possam oferecer o serviço, mesmo os não informatizados, porque o site recebe as solicitações de certidão e encaminha eletronicamente aos Correios. Este faz a impressão e envia ao cartório no envelope padrão. O cartório emite a certidão e envia ao solicitante, utilizando o mesmo envelope desenvolvido para o produto. O pagamento da taxa deve ser feito no Bradesco.
Jornal A Crítica, 19 de junho de 2004

Jornal do Commercio (AM): “Serviços vão para a web no Amazonas”

Solicitar os serviços de cartório sem sair de casa será realidade no Amazonas a partir do dia 18 de junho.
Pelo site www.cartorio24horas.com.br,uma pessoa ou empresa, de qualquer parte do país, poderá solicitar certidão dos cartórios afiliados do Estado. O produto Cartório 24 Horas será lançado ás 19 horas em Manaus, no Diamond Convention Center.
O solicitante receberá a certidão em casa ou no escritório, por Sedex ou por carta registrada. O Cartório 24 Horas é uma realização da Associação dos Notários e Registradores do Brasil.
17 de junho de 2004

Jornal Amazonas em Tempo: “Cartório 24 horas chega ao Amazonas

Uma pessoa ou empresa de qualquer parte do País já pode solicitar uma certidão de um dos cartórios do Amazonas afiliados ao Cartório 24 Horas, sem sair de casa ou do escritório. Desenvolvido para proporcionar aos usuários total comodidade, rapidez e segurança, o Cartório 24 Horas elimina o custo com desperdício de tempo e deslocamento.
A novidade foi apresentada durante o 2º Encontro da Associação dos Notários e Registradores do Amazonas (Anoreg-AM), que começou na quarta-feira (dia 16), ás 8h30, no auditório do Tropical Business Manaus, Ponta Negra. O lançamento do Cartório 24 horas aconteceu na sexta-feira (dia 18), ás 19h30, no auditório do Diamond Center, e foi prestigiado pelo presidente da Associação dos Notários e Registradores do Brasil (Anoreg-BR), Rogério Portugal Bacellar. O Amazonas se notabiliza como o terceiro Estado do País a receber esse tipo de serviço. “O Cartório 24 horas propiciará que as distâncias sejam abreviadas, o que na Amazônia representará um grande avanço nos serviços dos notários e registradores”, enfatiza o presidente da Anoreg-AM, Marcelo de Castro Lima Filho (foto à esq.).
Presidenta ressalta participação dos Notários Interior do Estado no Encontro
Na abertura do Encontro, organizado pela Anoreg-AM e TJA, a Desembargadora-Presidenta Marinildes Costeira de Mendonça Lima (foto ao centro) ressaltou a importância da presença de mais de 100 notários do interior do Estado, que assistiram á palestra do professor Rodrigo Toscano de Brito (foto á dir.), cujo enfoque principal prendeu-se á análise do novo Código Civil na atividade dos notários e registradores. “A atividade de Notas e Registros está estreitamente ligada ao Direito Civil”, explica Toscano, que é professor da Escola de Magistratura da Paraíba.
A Desembargadora Marinildes ratificou: “O interesse do TJA de repetir esse encontro revela nossa preocupação com os notários do interior do Estado. Espero que eles saiam daqui com menos preocupações no que se refere ao Código Civil”.
COMO FUNCIONA
O pedido é feito pelo site e o pagamento do serviço é efetuado por transferência eletrônica (correntistas Bradesco) ou boleto bancário (pelo home banking ou no caixa do banco). A certidão é recebida no local desejado. O presidente da Anoreg-BR, Rogério Portugal Bacellar, destaca ainda que os usuários podem receber a certidão por Sedex ou por carta registrada, ou ainda retirar o documento no próprio cartório.
Para o presidente da Anoreg-AM, Marcelo de Castro Lima Filho, o Cartório 24 Horas representa um marco nos serviços notariais e de registro, pois reduz custos, elimina intermediários e garante segurança. “É um sistema que facilita substancialmente a vida do usuário”, explica.
A expectativa é que em 30 dias o sistema esteja funcionando também nos Estados de Mato Grosso do Sul e Rondônia. Este mês, o Cartório 24 Horas foi apresentado ainda em Sergipe, Alagoas e Maranhão, com previsão de 60 dias para que o site opere nestes estados.
O Cartório 24 Horas é uma realização da Anoreg-BR, em parceria com a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) e conta com o suporte operacional do Bradesco, que disponibiliza tecnologia de ponta em termos de serviços bancários, facilitando o pagamento.
A previsão da entidade nacional, que congrega mais de 20 mil cartórios no Brasil, é atender, no primeiro ano de atuação do sistema aproximadamente 3 milhões de solicitações ano. Isso depende do lançamento em todos os Estados e da implementação das próximas etapas do sistema de automação, como a disponibilização da certidão eletrônica, assinada digitalmente pelo cartório. “Em alguns anos esperamos chegar a 14 milhões de pedidos atendidos pela Internet anualmente, o que representa cerca de 20% das certidões emitidas no País”, afirma Rogério Portugal Bacellar.
Jornal Amazonas em Tempo, 19 de junho de 2004